quinta-feira, 14 de abril de 2016

Abril


Ainda há pouco se abriu abril
ao beijo de boca cheia
da chuva de alegria
e já o sabor se foi
perdido na poesia
do favo de uma colmeia

E o abraço que abriu abril
à ausência de espaço entre nós
não foi verso,
nem foi fado
foi poema aguardado
pela saudade feroz

E os sonhos que abril abriu
aos nossos dedos enlaçados
não foi gesto na gesta
foi cantiga de amor
na festa
bucólica dos nossos pecados

E enquanto abril abrir
a flor do silêncio primeiro
brotarão corolas coroando
a cópula do amor verdadeiro
germinando
auroras, lírios e embondeiros

E serão tantas as carícias
carinhosas e carmins
que florirão mil e um jardins
de par em par
sempre que abril abrir
um pouco de ti e de mim
no júbilo do nosso olhar!

Rosa Alentejana Felisbela
(imagem da net)

10 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigada Jorge :)
      Talvez seja um bocadinho lamechas, mas tenho dias assim!rs

      Eliminar
    2. Todos somos um pouco lamechas. E depois? Não há que ter vergonha de assumir. A lamechice nunca fez mal a ninguém!

      Eliminar
    3. Pois não...eu assumo: publico!rsrs

      Eliminar
  2. Para quem só queria prosa, você fez um belíssimo poema, cheio de artimanhas - recursos da língua - que nem preciso nomear porque vc sabe.
    Lindo demais. Quero que vc leia o soneto que publiquei ontem. Apareça.
    Beijo*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois...inconstâncias de quem escreve por hobby! rsrs
      Já li o soneto e achei magnífico! Obrigada!
      Estou a adorar a partilha :D
      Beijo

      Eliminar
  3. Vc comentou o soneto do Cruz e Souza e não o meu que está no outro blog.
    Quem me dera! Mas valeu!
    Beijo e boa noite*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tchiiiii...amiga diz-me em qual deles, pois tens vários.
      Naquele havia um soneto...achei que te referias a esse!
      Beijo e boa noite :)

      Eliminar
  4. Já publiquei outro poema no Eu e daí?, blog que vc segue. Eu me enchi do soneto.
    Beijo e boa noite*

    ResponderEliminar
  5. Adorei ler-te Renata!!!
    Já deixei uns comentários <3
    Beijinho e obrigada!

    ResponderEliminar